segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Ivan Cabral no DEART



Muito proveitoso o encontro de Ivan Cabral com alunos do curso de Artes Visuais do Deart, na manhã de hoje. Ele, que já recebeu vários prêmios nacionais, falou de suas primeiras experiências no desenho e de como se tornou cartunista/chargista de O Diário de Natal. Falou do processo de criação, mostrando como este se relaciona com o cotidiano do jornal e se referiu ao uso da tecnologia nos desenhos. Comentou ainda a pesquisa que fez no mestrado em educação, quando tratou da utilização da charge nos livros didáticos. O resultado evidenciou um emprego que desdenha a charge como ferramenta de conhecimento por si mesma -a leitura crítica do cotidiano, seja em termos políticos, de saúde pública ou qualquer outro.
A charge e o cartum - repito o que já afirmei tantas vezes -, além do teor artístico que apresentam, funcionam como legítimas práticas analíticas sociais, são altamente semióticos e integram as pedagogias culturais, essas que ocorrem fora da escola.

O chargista é, sobretudo, um observador corajoso.

Nenhum comentário: