quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Prêmio




Que em 2009 sejamos todos premiados, a cada dia, com tudo o que desejarmos!
No momento da passagem do ano, compartilho imagens do trabalho que me valeu o Prêmio Governador do Estado.
Com os cumprimentos de Vicente Vitoriano

domingo, 21 de dezembro de 2008

Marco





Quem lê este blog sabe que ele é uma das invenções desta nossa amiga Nivaldete Ferreira que, entre outras coisas, é poetisa, teatróloga e romancista! Uma mulher em todas as letras. Pois muito bem. Reconhecendo seu talento, o jornalista Woden Madruga publicou no última sábado (20.12) toda uma coluna sobre sua estréia no romance, o livro "Memórias de Bárbara Cabarrus". Woden escreveu nada menos que esta obra "passa a ser um marco na literatura do Rio Grande do Norte que há décadas vaqueja um romancista. Eis que surge, então, uma romancista. Benza Deus".
Benza Deus, digo eu, também.

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Texto crítico

A seguir, texto crítico escrito pelo nosso aluno Clayton Marinho.

Exposição de Quadrinhos.

Foi de um amadorismo e infantilidade grotescos! Assim defino a exposição coletiva de histórias em quadrinhos, e a complexidade de sua produção promovida pelo SEBRAE, sem título, com onze de sete talentos norte-rio-grandenses (Wendell Cavalcanti, Wanderline Freitas, Giovana Leandro, Wolclenes Freitas, Tati Viana, José Veríssimo, Carlos Alberto, Gabriel Actraiser, Victor Negreiro, Joseniz Guimarães e Lula Borges). Bom, é assim que está lá. Fazem referência aos sete talentos, mas há onze expondo. Essa é última do ano nesse espaço cultural do Natal Shopping - muito escondido, por sinal.
Não foi ruim por parte do proponente, a sua iniciativa e disposição, mas dos que expuseram seus trabalhos na galeria. Essa exposição é uma mostra do descaso e inconsistência dos que produzem quadrinhos neste Estado. E o pior é que isso encobriu o brilho do talento dos expositores. Chamou-me mais atenção o descomprometimento no modo como se expôs o trabalho, como trataram essa arte, do que a habilidade deles. Digo isso porque é preocupante: se eu tenho essa idéia quando já conheço esse meio e alguns que o fazem, vejo a luta e a responsabilidade, a vontade em transformar os quadrinhos numa cultura para o Estado e dar-lhes o reconhecimento como tal, é desesperador ver que os próprios desenhistas têm descaso com essa arte. Os expositores não se preocuparam com a apresentação de seu trabalho, colando-os em cartolinas, de qualquer jeito, impressos em papel de péssima qualidade, quando não, com aparência de trabalhos xerocados de última hora! Os próprios expositores não souberam aproveitar o espaço e divulgar seus trabalhos – eu soube por acaso que essa exposição haveria, de um dos expositores (mas mais alguém soube?), mostrando-os, de forma que aparentavam mais um trabalho escolar bem acabado. Se o fim fosse esse, estariam bem, uns trabalhos bonitinhos para serem expostos numa feira de escola, por exemplo. Mas, como se trata de uma exposição, a preocupação com a forma de expor deveria ser mais madura e profissional.
É indiscutível que a cultura das Hq’s é precária no nosso Estado e que não há o mínimo de incentivo para sua promoção. Mas, deve-se pensar que essa falta de incentivo é dicotômica: primeiro porque não há o interesse de se promover a cultura pelo Estado e pelo poder privado e, segundo, certamente, é a forma como os próprios quadrinistas se mostram frente a esse mercado. Ainda tratam a história em quadrinhos como uma “rebeldia juvenil” e se tratam como adolescentes despreocupados que desejam, basicamente, contrariar (quem? Sabe Deus!) sem saberem bem por que ou como, quando, na realidade, agem como todo bom contemporâneo alienado, tentando “definir-se na sociedade”.
Esse modo irresponsável enfraquece o segmento porque os desenhistas tornam-se incapazes de construir uma imagem sólida como profissionais e de propor um mercado próspero para os quadrinhos, para se estabelecerem como mercado. Os quadrinhos são uma arte complexa que exige estudo, criatividade, habilidade - o que é visível no trabalho de todos que expuseram; mas é, preciso acima de tudo, comprometer-se e responsabilizar-se com esse projeto e, construir ações para que os demais também o vejam como é: um mercado muito promissor e fantástico.
Isso ocorre porque não temos estudos econômicos e estatísticos, só pedagógicos e lingüísticos, que comprovem a rentabilidade do mercado e coloquem-no no mundo dos negócios. Simplesmente, não há nenhum tipo de estudo que construa uma visão do estado desse mercado, porque, as empresas (distribuidoras e agências de publicação) que a fazem não se preocupam, nem os próprios desenhistas. Não há agências, aglomerados que trabalhem de forma estatística, estratégica e profissional com esse mercado no estado. É espetacular a função estética intercalada com a função lingüística e a possibilidade pedagógica que os quadrinhos proporcionam, mas o que um investidor deseja saber é se isso é rentável: quanto vende, se tem uma demanda, quanto cresce por ano, ou seja, números, tabelas, gráficos e dinheiro. Enfim, a informalidade e o amadorismo reinam absoluto nesse meio, porque os desenhistas ainda se preocupam em estabelecê-la como arte, como uma poética juvenil e assaz libertadora.
No RN, temos a Garagem Hermética de Quadrinhos; o GRUPEHQ, que até hoje é incapaz de se consolidar como um grupo, porque aqueles que o fazem são incapazes de construírem uma estratégia, uma abordagem sistematizada para solidificar-se como um grupo de artistas produtores de quadrinhos e não viverem à mercê das leis de incentivos e da informalidade, subsistindo às sombras daqueles que o mantém; e os artistas que trabalham para agências que, quando vêem uma oportunidade, escapam logo aos olhos dos daqui, por saberem que ficar seria um suicídio profissional.
Independentemente das formas como se encontram as HQ’s no estado, o certo é que todas são ineficientes em criar uma cultura aqui e merecer - essa é a palavra! - investimentos, porque jamais pensaram em provar que esse mercado é rentável. Não esqueçam, meus caros quadrinistas, que, antes de uma boa história ou de um bom desenho, talento ou reconhecimento, o que interessa aos que investem é rendimento. E se nós somos incapazes de mostrar-lhes que nosso ramo dá dinheiro, ficaremos em nossos idealismos inúteis e nosso talento só nos servirá para vivermos sugando benefícios de leis de incentivos, promovermos oficinas e montarmos cursos de desenhos, para que alguém, algum dia, faça o que não fomos capazes.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Melancólica travessia: um mergulho abissal



Aberta nesta terça-feira, 16, a exposição Melancólica travessia, com pinturas e desenhos no nosso colega, o artista Erasmo Andrade. Verdadeira chave de ouro para o ano pela Galeria Conviv'art.
Vejam.

domingo, 14 de dezembro de 2008

Obra-vegetal


A imagem acima é um detalhe de uma foto publicada na internet, ilustrando uma reportagem sobre um rico empresário paulista que é, também, “colecionador de obras de arte”. Nenhuma referência à obra em questão. Mas achei-a tão interessante que resolvi mostrá-la aqui. Obra-vegetal, obra-raiz, instalação-quadro, conceito-materialidade. Ficaria agradecido se alguém soubesse me dizer quem é o autor.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

ENTREATOS! ESPETÁCULOS NO CAMPUS DA UFRN

ENTREATOS, ATO CÊNICO DA UFRN, 18/12, as 20h, NA PRAÇA CÍVICA DO CAMPUS DA
> UFRN.
>
>
> Corais, quartetos, octetos, ópera, bandas e dança se misturam para
> mostrar a produção artística da UFRN no Ato Cênico Entreatos. O
> evento acontece no dia 18 de dezembro, às 20h, na Praça Cívica do
> Campus da UFRN, e contará com nove atrações locais e show de
> encerrramento do artista Chico César. A intenção da UFRN é celebrar a
> produção artística de Grupos que ao longo do cinqüentenário da
> universidade vêm ajudando a compor cenários poéticos para o universo
> acadêmico. Big Band Jerimum Jazz, Quarteto de Cordas,Madrigal, Grupo de
> Dança da UFRN, Canto D’Larte, Gaya, Grupo de Clarinetas e Percussão, Grupo
> Parafolclórico e Octo Vocci, todos grupos criados e mantidos pela própria
> Universidade, vão apresentar a sua produção ao público no Entreatos.
> São trechos de uma História vivida e narrada por aqueles que fazem da
> academia um espaço para a prosa e a poesia; que fazem dela uma obra de
> arte e que transitam com os pés do conhecimento e voam com as asas da
> imaginação. A universidade com arte, cria sons, ritmos e significados
> preciosos e necessários ao contexto da formação acadêmica.
> Cada ato traz uma amostra da produção artística presente nos 50 anos da
> UFRN. O espetáculo é formado por apresentações musicais e de dança com
> inserções de vídeos sobre a história de cada grupo e suas relações com a
> UFRN nesses 50 anos. Ao final, entra em cena o cantor e compositor Chico
> César. O Ato Cênico Entreatos é uma realização da UFRN, através do Núcleo
> de Arte e Cultura (NAC), Pró-Reitoria de Extensão (PROEX), TV
> Universitária e Universitária FM 88,9, Departamento de Artes, Escola de
> Música e conta com o patrocínio da Fundação José Augusto e do Governo do
> Estado do RN e o apoio do DCE e da Editora Universitária da UFRN.
>

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Sentimentos

Alunos da disciplina de gravura, sob orientação da professora Adeilza Pinheiro, faz vernissage de mostra de trabalhos, nesta sexta-feira, 12, às 20 horas, na Estação arte, reduto do nosso sempre querido professor Pedro Roberto.

A mostra chama-se Sentimentos. Os meus, quando escrevo aqui, são o de apreeensão, por não saber se vai dar tempo ir e um misto de alívio e saudades pelo fim do semestre...

Exposição Coletiva 8, no Rio


A galeria Mercedes Viegas, do Rio de Janeiro, apresenta anualmente uma exposição coletiva de dezembro a fevereiro. Desta vez a coletiva 08 reunirá 32 artistas com uma escolha criteriosa de esculturas, desenhos, fotografias, gravuras, pinturas, objetos e vídeos. São trabalhos das décadas de 70 aos dias atuais, com alguns grandes nomes da arte contemporânea brasileira.
Para visualizar as obras exposta, acesse:
http://www.mercedesviegas.com.br/expos/Coletiva_2008/col2008_01.htm

domingo, 7 de dezembro de 2008

Luiz Sacilotto (1924-2003)



Concreção 5941, escultura em alumínio pintado, 51 x 38 x 20 cm, 1959
http://www.sacilotto.com.br/











Arte-luz de Abraham Palatnik


Foto feita no ateliê de Abraham Palatnik, no Rio de Janeiro, em 1986, por Eduardo Kac.
http://p.php.uol.com.br/tropico/html/textos/2511,1.shl
Veja entrevista nesse endereço.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Atualizando

Na verdade, a "entrada" do DEART no Panorama das Artes Visuais ficou assim:
Vicente Vitoriano - Prêmio Governador do Estado
Vinícius Dantas - Prêmio Thomé Filgueira
Leandro Garcia e Nayara Medeiros - Prêmio Aquisição
Alexandrina Viana, Clayton Marinho, Cessa Oliveira, Luiz Elson Dants, Kelton Wanderley e Sofia Porto - Prêmio Participação.

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Olha o DEART aí, gente!

Depois de incluir Kelton, Leandro, Elson (GUAP), Mariana, Sofia e Vicente no XII Salão de Artes Visuais da cidade do Natal
Depois de incluir Artur (premiado), Glaudete, Leandro e Vinícius (menção honrosa, GUAP) no II Salão Abraham Palatnik
o Departamento de Artes da UFRN acaba de incluir Alexandrina, Clayton, Ceiça, Kelton, Leandro, Elson, Nayara, Sofia, Vicente e Vinícius no Panorama das Artes Visuais - RN / Prêmio Thomé Filgueira!
Estamos esperando o resultado da premiação.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Exposição virtual "Expressão da Arte"


A exposição "EXPRESSÃO DA ARTE" propõe incentivar e divulgar valores artísticos via Web em um ambiente virtual e interativo. A curadoria do evento selecionará 70 imagens de obras dos segmentos: pintura, desenho, escultura, gravura, fotografia e graffiti.
Para maiores detalhes, acesse
http://www.ngarteprodutoracultural.com.br/exposicoes.html

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

110 anos de Magritte


O site da Google está nos lembrando: hoje, 21 de novembro, René Magritte, um dos grandes nomes do Surrealismo, faria 110 anos. Suas obras, muitas vezes enigmáticas, continuam dando asas a muitas interpretações.
Várias obras de Magritte podem ser visualizadas em
http://picasaweb.google.com/arte4fun/ReneMagritte#

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Néctar no olhar



Está aberta a exposição Natureza: néctar no olhar da pintora Socorro Evangelista. Socorro, que também é professora do DEART e membro do GUAP, mostra flores e frutos na Galeria Conviv'art, até dia 12 de dezembro.

Na foto acima, Socorro posa com a professora Nízia Brasileira e com a artista e aluna do CLAV Glaudete, esta junta a seu marido. Ao fundo, algumas das obras expostas.

domingo, 16 de novembro de 2008

arte nos sapatos


Estranhos?... Nem tanto... Estranho mesmo é alguém não poder adquirir um par de chinelos.
(Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/)

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Novo livro organizado por Ana Mae Barbosa


Não sei se já foi divulgado, aqui, o livro organizado por Ana Mae Barbosa e publicado esse ano, sobre o ensino da arte no Brasil entre 1930 e 1948. Trata-se, segundo o texto de apresentação do livro, de "um período não muito conhecido e que, a um país tão sem memória, é mister desvelar. Nele, figuram o movimento da Escola Nova, os combates e a resistência contra duas ditaduras e seus impactos, bem como o envolvimento de grandes protagonistas do modernismo, caso de Mario de Andrade, Anita Malfatti e Theodoro Braga; e, ainda, a presença de pioneiros da arte/educação no âmbito de sua implantação e aplicação em nossas instituições de ensino".
Mais informações em
http://www.editoraperspectiva.com.br/livro.php?cod=867

Diniz Grilo nas tintas do céu...


Um fatal acidente de automóvel vitimou Diniz Grilo. No semestre passado, o artista esteve a nosso convite no Deart (foto acima, ladeado por mim e Rhiana Negreiros), conversando com alunos de A.Visuais. Morava na praia da Redinha e ia sempre a N. York expor/vender seus quadros. E ver as coisas... Gostava de divulgar o trabalho de outros artistas. Sorrisão e a simplicidade dos que sabem que tudo é passageiro. Reconhecido aqui e alhures. Como praieiro, era um pescador de amizades, e com a rede sempre aberta. Um homem todo estético: na arte e na vida. Bem legítimo. Bom. E nada de posar de estrela... Agora vai repousar entre elas.
Nosso carinho.

Colóquio Internacional “História e(m) Movimento: MAM 60 anos”

Para comemorar seus 60 anos, o MAM/SP realizou um colóquio internacional bastante interessante, cujas palestras podiam ser acompanhadas ao vivo pela Internet. Infelizmente, só tomei conhecimento do evento agora, dias depois de sua realização... Mas acho que vale a pena dar uma olhada na sua programação, para saber quais são os assuntos importantes em discussão atualmente, no mundo das artes. Lendo a programação, vi, por exemplo, que os historiadores e críticos começam a questionar a teoria de que a arte moderna chegou ao Brasil somente na primeira metade do século XX, argumentando que já na segunda metade do XIX, algumas mudanças – particulares ao contexto brasileiro e sul-americano – já podem ser consideradas como rupturas significativas no sistema artístico. A programação do colóquio está disponível em
http://forumpermanente.incubadora.fapesp.br/portal/.event_pres/mesas/coloquio-internacional-201chistoria-e-m-movimento-mam-60-anos201d-1

domingo, 9 de novembro de 2008

Diana Domingues entre(a)vistada

Quem quiser saber um pouco do trabalho (arte digital/eletrônica) de Diana Domingues, do(s) seu(s) pensamento(s), pode acessar link na barra lateral. Ela fala de instalação, instalação multi-mídia, do "'sublime tecnológico'", de "relação dialética entre o estável e o instável, o fixo e o móvel, o imutável e o mutante em imprevisibilidades, acasos e outras características de sistemas complexos"...
Veja também link de texto de Lúcia Santaella, em que ela trata da arte de Domingues.
Uma festa para a 'melancolia' pela escassez de reflexões nessa área... Escassez porque é um campo teórico em construção.
O banquete está oferecido. Usufruam... Mas certamente há/haverá fome, muita fome: fome de tecnologia: para as escolas, para os departamentos de arte e comunicação, para as casas de cultura... Pois como fazer tecno-arte sem tecno-logia?... ou tecno-logística?...
Ei!... Mas sem fetichizar a tecnologia, antes tornando-a fator de emancipação, como defendia McLuhan... Progresso tecnológico desacompanhado de progresso social serve para quê, mesmo?... Para dividir a humanidade em 'avançada' e 'atrasada'?...

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Ainda o vazio da Bienal ou a Bienal do vazio

Confiram o que disse a historiadora e crítica de arte Aracy Amaral em
http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20081031/not_imp269905,0.php

Isto é arte? Homi tire essa bochecha daí

http://br.youtube.com/watch?v=6IZStvPyGAc

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Corujice



Esta figurinha aí na foto (de Nicolas Gomes) é Caio Vitoriano. Pelo nome dá pra imaginar que se trata de meu filhote! Ele acaba de embarcar para Sampa, onde vai receber prêmio do concurso de desenhos para camisetas, promovido pela Oi!
Muitos parabéns para ele! E pra mim, também!

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Vazio Off Bienal

http://www.sintomnizado.com.br/vaziosobreovazio.htm

As Máquinas-Gestos de Adriana Salazar



Acontecem poucas exposições em Natal? A internet nos permite conhecer – e às vezes mesmo visitar virtualmente – exposições que acontecem em outras cidades, anulando (ou pelo menos diminuindo) as distâncias.
Postarei aqui os links para essas exposições, começando por essa de Adriana Salazar.

Adriana Salazar, um dos maiores nomes da arte contemporânea colombiana, chega ao Brasil para sua primeira individual, no Rio de Janeiro.
Na exposição, uma seleção especial de suas máquinas-objetos, dispositivos móveis que repetem ações humanas realizadas normalmente sem muita reflexão como fumar, fazer um brinde, ou até amarrar os sapatos.
Para conhecer o trabalho da artista, acesse
www.galeriatoulouse.com.br

Concurso para jovens talentos


O Oi Futuro – instituto que conduz as ações de responsabilidade da Oi – e a Vinte Zero Um estão lançando o concurso Casulo, que vai escolher a obra de arte a ser exposta na fachada do prédio do Nave – Núcleo Avançado em Educação.
A idéia é revelar jovens talentos, ocupando um espaço urbano inédito para exposição de projetos de arte: os 324 m2 da fachada do Nave, no Rio de Janeiro - Rua Uruguai, 204 – Tijuca – , por onde passam diariamente cerca de 40 mil pessoas.
O concurso está aberto a todos os estudantes, artistas ou não, que poderão participar com trabalhos figurativos, abstratos, fotográficos, gráficos ou tipográficos ou qualquer outro tipo de representação visual, criados com a utilização de ferramentas digitais.
Para maiores informações, acesse
http://www.oifuturo.org.br/concursocasulo/

Prêmio Energias na Arte

Em parceria com o Instituto EDP Energias do Brasil (empresa do Grupo
EDP Energias de Portugal), o Instituto Tomie Ohtake retoma seu programa dedicado a estimular a produção contemporânea entre o público universitário de todo o Brasil, lançando o Prêmio Energias na Arte.
As inscrições já estão abertas e podem ser feitas até 16 de janeiro de 2009, pelo correio.
Para saber mais sobre o assunto, acesse
http://www.institutotomieohtake.org.br/programacao/cursos/arte.pdf

Videoconferência internacional

“Sobre Artes Visuais” ganha mais um colaborador

Informo a todos que, a partir de hoje, passo a colaborar nesse blog, postando informes diversos relativo às artes, em particular as visuais.
Meu objetivo é fazer circular informações, de modo a estimular a reflexão, o debate e a produção entre os que fazem o curso de Artes Visuais da UFRN.
Creio na vocação do "Sobre Artes Visuais", como meio de conexão ao que está acontecendo no mundo das artes, no Brasil e alhures.
Longa vida, pois, a esse blog e aos que dele participam!

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Ivan Cabral no DEART



Muito proveitoso o encontro de Ivan Cabral com alunos do curso de Artes Visuais do Deart, na manhã de hoje. Ele, que já recebeu vários prêmios nacionais, falou de suas primeiras experiências no desenho e de como se tornou cartunista/chargista de O Diário de Natal. Falou do processo de criação, mostrando como este se relaciona com o cotidiano do jornal e se referiu ao uso da tecnologia nos desenhos. Comentou ainda a pesquisa que fez no mestrado em educação, quando tratou da utilização da charge nos livros didáticos. O resultado evidenciou um emprego que desdenha a charge como ferramenta de conhecimento por si mesma -a leitura crítica do cotidiano, seja em termos políticos, de saúde pública ou qualquer outro.
A charge e o cartum - repito o que já afirmei tantas vezes -, além do teor artístico que apresentam, funcionam como legítimas práticas analíticas sociais, são altamente semióticos e integram as pedagogias culturais, essas que ocorrem fora da escola.

O chargista é, sobretudo, um observador corajoso.

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

XII Salão de Artes Visuais da Cidade de Natal

O que está acontecendo?...
De 75 inscritos no XII Salão de Artes Visuais da Cidade do Natal, a Comissão de Seleção, da qual fez parte nosso colega Everardo Ramos, escolheu apenas 16!
Destes, 5 são do DEART/CLAV, a saber:
Kelton Wanderley
Leandro Garcia
Mariana Zulianeli
Sofia Porto e
Vicente Vitoriano.

28ª Bienal de S. Paulo

O vazio do espaço como metáfora de outro vazio... Que será que será?... Bom assunto para se discutir... Crise de criAtividade? Crise é sempre um ponto máximo. E daí?... Descer pelo tubo d´água? Convenhamos, isso se faz nos parques aquáticos... Escreva seu comentário! Vamos gerar um fórum...

"O tom geral da cerimônia de abertura foi o “vazio” proposto pela curadoria da atual bienal - um andar inteiro sem obras - para convidar os visitantes a pensar sobre a crise da Bienal como instituição e das artes em geral. “É a oportunidade de ocuparmos este vazio com a discussão do papel do Estado na cultura e da cultura como direito de todos”, defendeu Manevy."

Leia mais em
http://www.cultura.gov.br/site/2008/10/27/o-vazio-da-bienal-de-sao-paulo/

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Encontro com o cartunista Ivan Cabral

Minha fotoNa próxima segunda-feira, 03, às 10:30h, encontro com Ivan Cabral, na sala 19 (ou 21) do Departamento de Artes. Podem participar alunos de Artes Visuais e demais interessados.

Importa lembrar que o cartum se inscreve nas práticas analíticas sociais, mostrando que estas não são prerrogativa dos sociólogos, filósofos e outros.
Acesse o blog desse cartunista potiguar:
http://ivancabral.blogspot.com/

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Em breve!

Minha intenção é a de postar, também aqui, minha coluna sobre artes visuais (nome deste blog) que publico no Diário de Natal. Aliás, isto será logo mais, logo mais, logo mais, eu pego as criancinhas pra fazer mingais!

Estudos Barrocos

IV COLÓQUIO DE ESTUDOS BARROCOS DA UFRN

Dia 21/10 - 19h
Dia 22/10 - 9h30 - Novo Anexo do CCHLA - Auditório B

"A História das Coisas": o que há de mais urgente para se compreender!

Houvesse um Nobel para o Estímulo ao Consumo Consciente, esse vídeo certamente ganharia. Ele mostra, passo a passo, como funciona a indústria dos bens (ALTAMENTE DESCARTÁVEIS) de consumo. Mostra a HIPNOSE sutil que a propaganda exerce sobre todos. E o faz COM ARTE (desenho animado), não de forma enfadonha, não por meio de um discurso poderoso, antipático ou heróico. E ainda aponta para a esperança. E o mais surpreendente: foi produzido originalmente nos EUA! Mas você pode ver a versão para o português... Divulgue com escolas, amigos, familiares, associações de bairro... Acesse na barra lateral!

http://www.sununga.com.br/HDC/

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Prática de Ensino de arte: depoimento

Leia depoimento de Solange Utuari sobre sua experiência em Prática de Ensino de Arte em:
http://www.artenaescola.org.br/sala_relatos_artigo.php?id=288 (acesse na barra lateral)
Veja também Epistemologia no ensino-aprendizagem da Arte: Uma questão de reflexão, por Silvia Sell Duarte Pillotto.

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Tatuado vende a pele

"Nada mudou para mim",(...) "Eu sou apenas a moldura que carrega a imagem." Assim falou a '"tela viva"' Tim Steiner, 30 anos, de Zurique, e instrumentista da banda Passive Resistance. É que ele tatuou o corpo e vendeu a pele a Reinking, um colecionador de arte alemão, por 150 mil euros. Após sua morte, a pele será reclamada legalmente pelo comprador. Estranho? Eles não acham. Nem o artista conceitual Delvoye, autor das tatuagens (também feitas em porcos, numa fazenda de arte, na China).
Steiner participa de exposições, virado para a parede, sentado ou em pé, com direito a repouso de 40 minutos.
É isso. Pele, pra que te quero?...

E, na verdade, somos todos tatuados por dentro: de lembranças, experiências, valores, sentimentos... E essas tatuagens invisíveis nem sempre tornam a vida mais bonita. Às vezes são pura des-arte.

Quando não, desastre.
...

(Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/PopArte/0,,MUL805005-7084,00-TATUAGEM+NAS+COSTAS+DE+MUSICO+E+VENDIDA+POR+US+MIL.html)

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Coletivo @VE13



Arte coletiva=suspensão da autoria, do sujeito/artista único. Cri-Ação de laços provisórios num mundo de nichos.
O individual tornado indiviDUAL, indiviTRIAL, indiviPLURAL.
Acoplagem passageira.
O não-comum nem comunal.

(Fotos do Coletivo @VE13-Estudantes de Artes Visuais (Departamento de Artes-UFRN-Brasil)

O Paraíso

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Curadoria

" Um curador é um agente cultural que trabalha para que as artes visuais criem um espaço público de reflexão sobre questões contemporâneas. Como constituir instituições que sejam um espaço para essa prática? Quais as principais questões contemporâneas que esse espaço irá estudar? Por que a arte contemporânea é importante na expansão epistemológica? Como criar um vocabulário para difundir o discurso iniciado em uma exposição? Quais os critérios de seleção de obras em uma exposição?"

Leia mais acessando link na barra lateral.
(Fonte: http://forumpermanente.incubadora.fapesp.br/portal/.event_pres/workshops/folder.2005-06-20.3748870081/oficina_chus/)

domingo, 12 de outubro de 2008

Concurso para o Departamento de Artes

São 05 vagas para Professor Adjunto (com Doutorado), nos seguintes campos:

- Artes Visuais e Tecnologia Digital

- Artes Gráficas e Projetos Visuais

- Design – Projeto de Produto

- Design – Programação Visual

- Encenação, Atuação e Prática de Ensino em Artes Cênicas

As inscrições vão até o dia 07/11/2008 e podem ser feitas pelo correio.

http://www.prh.ufrn.br/conteudo/concursos/prog_efet029.htm

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

"Mundus Admirabilis"-Regina Silveira

Aberta em S. Paulo "a exposição Mundus Admirabilis e Outras Pragas da artista plástica gaúcha Regina Silveira.
A intenção dela com essa exposição foi a de entender o que significavam as pragas bíblicas do Egito Antigo, deslocando para um patamar maior dos males que nos afligem na atualidade, como a violência e a corrupção. Em comum, coisas nocivas à sociedade.
Segunda a própria artista, “tratar da contextualização contemporânea das pragas pode decorrer tanto da experiência de viver o presente como de pensar sobre a ameaça do futuro a nível planetário.”
Veja imagens no link da barra lateral
(Fonte: http://wishreport.ig.com.br/)

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

"Procura-se Janaína"

PROCURA-SE JANAÍNA (2007)
Brasil | 54 min | doc


Ficha Técnica
Direção Miriam Chnaiderman
Roteiro Miriam Chnaiderman
Fotografia Rinaldo Martinucci
Edição Cristina Amaral
"Há crianças sem lugar no mundo. São crianças entregues a instituições e que não se desenvolvem nos padrões esperados: não são portadoras de deficiências, mas também não têm um desenvolvimento dito normal. Assim era Janaína, negra, pobre e institucionalizada na Febem dos anos 1980. Ela se debatia no berço e se machucava, ficava com a mão espalmada, não falava e não se relacionava com outras crianças. Hoje, duas décadas depois, onde estará Janaína?"

sábado, 4 de outubro de 2008

"Noite Auta, céu risonho"

O documentário "Noite Auta, céu risonho", de autoria da Profª Ana Laudelina (Departamento do Ciências Sociais) será exibido hoje na TVU, às 16:30h, no programa OLHAR INDEPENDENTE, que estréia com esse documentário. Haverá reprise no próximo dia 07/10, terça-feira, às 19h.
Ana Laudelina é grande conhecedora da vida e obra de Auta de Souza, pois que a tomou como assunto de sua tese de doutorado.

sábado, 27 de setembro de 2008

I SEMANA DE ARTES VISUAIS NO DEART-UFRN

Enfim, realizou-se a contento, esperamos, a I Semana de Artes Visuais (I SAV), no Departamento de Artes-UFRN. Nas palavras de J. Medeiros (artista multimídia com trabalhos espalhados pelo mundo afora e curador do Museu Virtual Abraham Palatinik), a I SAV é um marco histórico nas artes visuais do RN.

A palestra de abertura foi realizada pela Profª Drª Elaine Caramella-PUC-SP, sobre Arte,Mídia,Design. Ela mostrou, entre outras coisas, a inseparabilidade dos três fazeres.

Estamos todos felizes. Houve participação constante de professores do curso de Artes Visuais, de alunos e funcionários. O Projeto Arte na Escola (Pólo DEART, coordenado pela Profª Ms. Helenita Nakamura, como voluntária), o Projeto Paidéia (coordenado pela Profª Valéria Carvalho) e o Projeto Coletivo Cine8 juntaram-se a nós, o que colaborou para o máximo de possibilidades de aproveitamento por parte dos interessados em educação e arte, pesquisa e mercado de trabalho em artes visuais.
Nossos agradecimentos à PROEX, à direção do CCHLA, à chefia do DEART, aos colegas, aos alunos, funcionários e participantes em geral.
Falhas houve, certamente, mas aprendemos a partir delas também. Aguardemos a próxima SAV.

(vejam imagens do evento lá embaixo. É só rolar, rápido, a barra lateral...)

quarta-feira, 12 de março de 2008

Links para você

Há ótimos links para você visitar. Vá à barra lateral e navegue!