domingo, 5 de agosto de 2007

1.Abrangência das Artes Visuais

De uns tempos para cá, a expressão 'artes plásticas' vem sendo descartada em favor da expressão 'artes visuais', de abrangência maior. Mas há quem ainda faça as devidas distinções entre os dois subcampos do campo geral das artes. O Instituto Camões, por exemplo, respeitável instituição cultural portuguesa, oferece apoio a projetos nas áreas de artes do espetáculo, música, artes visuais, cinema, audiovisual, multimédia, arquitetura, design, literatuta, projeto transdiciplinares. Isto quer dizer que ainda não há uma compreensão homogênea em relação ao tema (ou aos temas). Mas temos de pensar no/a aluno/a de Artes Visuais (refiro-me ao Departamento de Artes da UFRN), que muitas vezes também trabalha como professor e, como tal, precisa estar conceitualmente aparelhado para fazer face às exigências 'classificatórias' que se impõem. Vamos ver o que diz o texto As Inovações das Artes (cf. endereço no final):

"Por que Artes Visuais e não Artes Plásticas? Artes plásticas são a pintura, a escultura, o desenho, a gravura, o artefato. Artes visuais é um conceito mais amplo, que inclui novas modalidades que resultam dos avanços tecnológicos e transformações estéticas modernas, como fotografia, artes gráficas, cinema, televisão, vídeo, computação e performance. A função comunicativa da arte adquire uma importância muito maior de acordo com a proposta de artes visuais. Essa nova forma de encarar a arte também acentua o seu caráter histórico, como um processo construído pelo ser humano e portanto, em contínua transformação."


Encontre mais informações neste endereço:
http://klickeducacao.ig.com.br/2006/conteudo/pagina/0,6313,IGP-151-664,00.html

Nenhum comentário: